Kazok
Consciência tranquila, porque fez o que podia nisso. Paciência tem limite até o cara mais pilantra sabe disso! Ela dormia em casa, e você na balada. Ela pensava em ti, e você não pensava em nada. Cheio de fita errada, assuma que as mina que cê pegava mesmo juntando todas não dava uma!
Conheci um limite meu recentemente. Não consigo manter amigos orgulhosos. Depois de tanto correr atrás, parei, pensei, e me questionei. A amizade é como uma corda, um amigo puxa o outro e vice versa. Só eu estava puxando. Notei que caí de costas…caí feio…e até hoje a pessoa que se dizia minha melhor amiga não apareceu para me levantar…me levantei sozinha enfim e segui em frente. Estou bem. Sem peso na consciência. Minha natureza é ser o contrário dela…quero companhias que puxem a corda comigo. A vida é tão curta…que meu tempo seja gasto com reciprocidade. Orgulho é pura solidão. Que com isso ela possa sentir a ausência e provar do seu próprio veneno em aprendizado, revendo seus conceitos e valores em relacionamentos e que os próximos sejam mais humildes. Que ela amadureça suas idéias."
Psilua (via psilua)
Eu não sou a melhor pessoa do mundo, mas dou o meu máximo. Não sou do tipo que desaba na frente dos outros, que desabafa os meus problemas nos ombros de alguém. Aprendi que se eu tenho um problema, eu mesma resolvo. Não sou do tipo que diz “eu te amo” como se fosse “bom dia”. Os meus “eu te amo” eu demonstro com atitudes. Não sou do tipo romântica melação, sou marrenta demais para isso. Eu tenho uma extrema dose de realidade correndo pelas minhas veias. Não acredito em “felizes para sempre”, em “eu te amo” repentinos, e muito menos nas coisas fáceis demais. Eu sou desconfiada. Tenho sempre o pé atrás. Desconfio até mesmo de quando tudo vai bem. Vivo cercada por muros blindados, e às vezes abro arestas para quem achar conveniente a entrada. Comigo tudo deve ser conquistado aos poucos, e com muita paciência. São poucos que conseguem lidar com esse meu gênero forte, mas aos poucos eu dou todo o valor e amor merecido."
Adrielle Marques. (via reescrevendo-o)
transando com essa gata eu chego perto do céu
Não quero vida longa, eu quero vida logo.
a mina vem mandada, quer palmada, me instigando a te comer assim, sem etiqueta, explorando cada forma de prazer…
Gata, assim você maltrataCom essa cara de safada que atiça os vira-lataVocê tá demais, sensual e eficazNatural eu querer mais, seu corpo tira minha paz
Vou te levar nessa viagem, te fazer suar e borrar a maquiagem ✌️✌️
Charme puro, carrega a via láctea nos olhos.
Sou do reggae, mas me amarro numa noite estilo Cartel Mc’s, tendeu doutor?
Ela vem maquiada, sedutora, atraente e viciante, ela é manipuladora e só quer ser sua amante.